Análise do juice El Cabrón – Arriba Muchachos


 

 

Desta vez analisamos o juice El Cabrón da marca Arriba Muchachos.

Se quiser saber mais sobre a marca confira nosso raio-x através deste artigo.

Sabor e Vapor


Para esta análise optei pelo Aromamizer Plus configurado na versão dripper, com dual coils de Fused Claptons de Kanthal A1 com 5 voltas cada, resultando em 0.22~0.23ohms. Wickei com Cotton Bacon e utilizei potências de 70W a 100W. Como eu acho o airflow do Aromamizer Plus muito aberto, utilizo ele bem mais restrito, na minha opinião melhora o sabor. 

Vamos ver o que a Arriba Muchachos fala sobre o juice em seu site oficial:

El Cabrón é a representação do povo mexicano que possui alegria e doçura em suas expressões. O Juice traz a combinação de uma sobremesa de banana com creme de baunilha

Eu já analisei juices que não gostei, mas não fui leviano em dizer apenas “este juice não é bom”, simplesmente porque gosto é extremamente pessoal e o que eu não gosto pode ser o melhor juice para muita gente. Por isso eu tento analisar da forma mais objetiva possível, para que você saiba o que esperar do juice analisado e quem sabe afunilar suas opções em compras mais certeiras, já que temos hoje tantas marcas e sabores.

O desafio existe nos dois espectros, tanto quando eu analiso um juice que eu tenho tendência a não gostar quanto um que eu tenho tendência a gostar. Dito isso, se fosse apenas por mim eu diria que o El Cabrón é uma das melhores opções de juices que tem por aí, mas vamos com calma.

Eu sou formigão e se um juice não é doce à ponto de quase causar a morte súbita de um diabético, não acho que valha a pena nem abrir o frasco. Brincadeiras à parte, El Cabrón é um juice de banana doce (ou seria doce de banana?) que aplaca um pouco essa minha obsessão pelo açúcar, mas que não chega a ser enjoativo.

A melhor coisa que posso usar como comparativo são aqueles doces de banana caramelizada que os restaurantes chineses vendem. Pra ficar igual falta só um pouco (ou mais um pouco) de caramelo. O El Cabrón lembra o Grandmaster, um juice muito famoso de banana caramelizada, mas que vai manteiga de amendoim, da marca americana Five Pawns, cujo clone é um dos mais queridinhos da comunidade, pelo menos quando se fala em banana.

Assim como o morango, banana é um dos sabores mais seguros de se investir, então se o El Cabrón perde em criatividade, ele ganha em pragmatismo, afinal de contas pra ser gostoso não precisa ter uma receita com 16 essências e nuances de melão yubari, com toque de melancia densuke e uma pitada de caviar iraniano.

No inhale temos a banana de leve, que vem mais forte no exhale, junto com a baunilha. Eu consigo notar um leve toque de caramelo ou outro aditivo de correlação como açúcar mascavo e afins. O conjunto da obra é muito agradável, equilibrado, doce sem ser enjoativo.

Não gostei muito do blend ser 50% VG e 50% PG, acho que uma mistura com mais glicerina iria potencializar o sabor doce e acrescentar volume ao vapor, coisa que achei que faltou um pouco para o El Cabrón.

Experiência e conclusão


Para quem gosta de banana doce, não tem nem o que pensar, El Cabrón é uma opção quase obrigatória na prateleira.

Só não deve agradar quem especificamente não gosta nem de banana nem de juices doces.

No mais, não há o que falar, El Cabrón é uma ótima opção no cardápio bem diversificado da Arriba Muchachos.