Você está aqui

Análise Matsu Coils

Julio Matsuzawa é um vaper muito envolvido com a cena do vapor. Um dos organizadores dos encontros Vape On, fornece através de sua marca Matsu Coils todo tipo de resistências e já foi inclusive prestigiado pelo Coil Wars, um evento de um famoso canal no Youtube que seleciona as melhores coils do mundo. Tive o prazer de provar dois tipos de coils da Matsu Coils. Confira agora a review.

Leia mais

Análise do juice Santa Muerte – Arriba Muchachos

Quando estava desenvolvendo seus sabores, a Arriba Muchachos gentilmente enviou samples para que eu provasse e fizesse uma pré-analise de potenciais líquidos que iriam compor seu portfólio. Me contaram que meu feedback foi um dos que contribuíram para o Santa Muerte achar seu caminho até a linha de produção, então com orgulho posso dizer que tive um dedinho de participação no desenvolvimento deste juice, que de lá pra cá só melhorou.

Leia mais

Análise do juice Georgia Peach – BR Liquid

Os índios Cherokee cultivaram os primeiros pêssegos e ameixas em meados de 1750 no Estado da Georgia (GA). Hoje, esse Estado é coberto em sua maioria por florestas, grande parte de pêssegos, isso lhe rendeu o codinome “The Peach State” (O Estado do Pêssego). É a fruta que representa o local e onde também acontece uma vez ao ano o Georgia Peach Festival. A BrLiquid apresenta GEORGIA PEACH, um juice selecionado para você que gosta de pêssegos bem suculentos e cheirosos.

Leia mais

Análise: Marca Rainmaker

Uma marca ainda pouco conhecida no cenário nacional, concentrada em Campo Grande, Mato Grosso do Sul e região, a Rainmaker apresenta alguns sabores bem originais, ótima apresentação e embalagem prática e reaproveitável nos famosos Gorilla Bottles. Recentemente realizou promoção nos principais grupos de Facebook comemorando o lançamento do site para atender um mercado mais abrangente.

Leia mais

Análise do juice New York City – BR Liquid

No início dos anos 20, “apple” (maçã) era uma palavra usada em relação a corridas de cavalos em New York City. O escritor do New York Morning Telegraph, John Fitzgerald, se referiu às corridas de Nova York como “Around the Big Apple”. Acredita-se que Fitzgerald tenha ouvido essa expressão de jockeys e treinadores. No início dos anos 30, os músicos de jazz começaram a referir a Nova York como “The Big Apple”. Um ditado antigo do show business dizia “There are many apples on the tree, but only one Big Apple” (Há muitas maçãs na árvore, mas somente uma grande maçã).

Leia mais