Foi lançado o maior compêndio de informações acerca da atual realidade dos produtos mais seguros para o consumo de nicotina como os cigarros eletrônicos, tabaco aquecido e tabaco oral. O relatório completo possui 129 páginas e está em Inglês, porém o sumário executivo, um tipo de grande resumo do trabalho, pode ser conferido nesta matéria em Português, além dos links diretos para os relatórios. É muita informação junta, um pratoLEIA MAIS

De acordo com pesquisadores da UCL (Colégio Universitário de Londres) quase 20% daqueles que tentaram parar de fumar na Inglaterra na primeira metade de 2017 tiveram êxito, com os cigarros eletrônicos se tornando um método mais popular no combate ao tabagismo. Em contraste, a média da década passada havia sido de 15.7%. O aumento considerável cria um efeito “bola de neve” e contamina outras camadas da população. Historicamente, os maisLEIA MAIS

Com essa ousada declaração, a agência PHE (Public Health England) entidade que pode ser comparada ao nosso Ministério da Saúde, declarou no começo do ano que os cigarros eletrônicos deveriam não só ser prescritos por médicos como método antitabagismo, mas também vendidos em hospitais e com espaços reservados para pacientes vaporarem dentro das instalações. Tudo isso é abastecido por pesquisas e estudos realizados pelo Governo da Inglaterra que apontam resultadosLEIA MAIS

Já tratamos superficialmente sobre o tabaco aquecido, agora chegou a hora de nos aprofundarmos no assunto que está ganhando força no mundo e pode eventualmente chegar ao mercado brasileiro, sendo uma opção àqueles que querem migrar para um produto com menos risco e alternativo ao tabaco convencional. O tabaco aquecido é a aposta das grandes empresas como BAT (British American Tobacco, a nossa Souza Cruz) e a Philip Morris, comoLEIA MAIS

Hoje é o “Dia Mundial Sem Tabaco”, uma data criada pela Organização Mundial da Saúde para chamar a atenção a este problema global que atinge 1 bilhão de pessoas fumantes e que mata mais de 6 milhões de pessoas todos os anos por problemas ligados diretamente ao consumo de tabaco. O Dr. Farsalinos, uma das figuras mais importantes do meio vaping que pesquisa de forma idônea e neutra acerca dosLEIA MAIS

Varsóvia, na Polônia, será o palco do 5º Global Forum Nicotine (Fórum Global sobre a Nicotina) e que terá grande ênfase nos cigarros eletrônicos. Em 3 dias de evento, serão realizadas palestras com nomes famosos da cena vaping mundial como o Dr. Konstantinos E. Farsalinos, médico greco e conhecido defensor dos cigarros eletrônicos, além de outros nomes de peso como Aaron Biebert criador do documentário “A Billion Lives”. Vários outrosLEIA MAIS

O mercado oferece uma grande variedade de baterias para vários tipos de aplicações, não sendo exatamente uma questão de perguntar se elas são “boas” ou “ruins” e sim “para o que elas são indicadas?”. Mesmo a melhor das baterias para lanternas ainda não será indicada para uso nos ecigs, assim como o inverso também pode ser verdade. Isso acontece porque aparelhos diferentes exigem características diferentes das baterias, o que tambémLEIA MAIS

Nicotina é um composto muito sensível à diversos fatores que contribuem para sua oxidação e alteração tanto de eficácia quando de palatabilidade. Nicotina oxidada altera a cor dos juices para uma tonalidade mais escura, mesmo líquidos transparentes passam a ficar amarelados chegando até a um laranja escuro. Em alguns casos a cor pode ficar até marrom. Além da tonalidade, existe alteração no sabor, tornando o juice muito picante, arranhando a gargantaLEIA MAIS