Você está aqui

Análise: Marca Constellation Steam

Raio-x da marca


As informações contidas neste artigo são válidas para sua data de publicação, podendo ser alteradas pela marca a qualquer tempo.

Nome: Constellation Steam
Sabores:  32
Faixa de preços: R$ 8,00 a R$ 69,60 
Site do distribuidor: http://www.constellationsteam.com
Loja virtual: Sim
Formas de pagamento:  Depósito e PagSeguro

Sobre a Constellation Steam


Recentemente a Constellation Steam comemorou 1 ano de mercado e para tanto lançou seu novo site apresentando uma loja virtual e todos os seus 32 sabores.

Apesar disso, a marca informa trabalhar com DIY há 3 anos, com laboratório próprio e procurando sempre qualidade à preço justo.

E esse custo é uma prioridade para a marca, que oferece alguns dos juices mais baratos do mercado, com opções de 30 ml por R$ 21,60 em sua linha mais simples, o que dá R$ 0,72 por ml. Mesmo sua linha mais completa ainda fica abaixo dos R$ 1,00 por ml, sendo os sabores oferecidos por R$ 24,80.

Comprando frascos maiores é possível economizar ainda mais.

As estrelas e constelações foram os temas adotados e os sabores remetem à seus nomes em grego, árabe e outras fontes. São divididos em 4 linhas, a gold, silver, bronze e atabacados:

Linha Gold

  • Aludra: Hortelã refrescante.
  • Alzir: Manga, mamão e melão.
  • Enif: Mamão, cassis e creme.
  • Giedi: Banana, amendoim e creme.
  • Hamal: Morango, cheesecake, baunilha e creme.
  • Keid: Amendoim, creme e avelã.
  • Regor: Morango, creme e caramelo.
  • Sargas: Morango, frutas e iogurte.

 

Linha Silver

  • Achernar: Amêndoa e baunilha.
  • Alfa Centauri: Piña colada, menta e maçã verde.
  • Ankaa: Piña colada e côco. 
  • Gatria: Halls preto.
  • Gatria II: Halls verde.
  • Heka: Menta e maçã verde.
  • Izar: Bala de café.
  • Kastra: Vitamina de frutas.
  • Rigel: Piña colada e menta refrescante.
  • Tabit: Doce de leite e baunilhas.
  • Wei: Café cappuccino.
  • Zaniah: Tradicional doce de paçoca.

 

Linha Bronze

  • Alchiba: Abacaxi.
  • Alterf: Banana.
  • Gacrux: Maçã verde.
  • Jabbah: Morango.
  • Procion: Avelã.

 

Linha Atabacados

  • Algol: Com hortelã, simula um Lucky Strike.
  • Denebola: Café e doce de leite.
  • Elnath: Seco, com canela.
  • Haldus: Seco, forte, com toque de frutas.
  • Misam: Com avelã.
  • Lucida: Forte, encorpado e defumado.
  • Segim: Cachimbo com toque de mel.

Dá pra perceber que a marca separou as linhas de acordo com a complexidade de suas receitas, apresentando na linha bronze sabores simples com apenas uma essência, na linha silver algumas combinações e na linha gold misturas mais complexas.

Entendo que a oferta de vários sabores tenho por objetivo atingir um público alvo mais diversificado, porém uma quantidade tão grande pode também confundir um pouco na hora da escolha e deixar o consumidor incerto. Note que só de Piña Colada temos 3 variantes diferentes, diversas combinações com morango e uma linha inteira dedicada ao tabaco. 

Mas é provável que eu esteja sendo criterioso demais nessa crítica, afinal é preferível sobrar do que faltar não é mesmo?

Além de tantas opções de sabores, é possível também escolher o tamanho do frasco entre 10ml, 30ml, 60ml e até um grande frasco de 100ml, o nível de nicotina de 0mg, 3mg, 6mg, 9mg ou 12mg e como se não bastasse ainda temos a opção de dois blends de base, uma com 70% VG e 30% PG e outra com 60% VG e 40% PG.

Sim meu amigo, são 1280 possibilidades para você escolher, um pesadelo logístico que só me resta elogiar, pois oferecer tantas opções exigem disciplina, preparação e experiência no mercado.

A loja virtual, recém inaugurada à época deste artigo, apresenta tudo que é necessário para se realizar uma compra online, acrescentando a comodidade do pagamento por cartão de crédito e apesar de tantas opções, é bem estruturado e torna fácil a escolha do sabor, tamanho do frasco, percentual de nicotina e blend. 

O produto


Recebi 4 amostras da marca, 3 delas na embalagem de 10ml (Sargas, Enif e Elnath) e uma na embalagem de 30ml (Aludra).

Todas as embalagens são de plástico escuro e bulbo de borracha, com lacre simples da própria tampa do bulbo.

Ultimamente tenho achado o plástico mais prático, pois apesar de não ter a sofisticação do vidro, é muito mais seguro, já que um dos maiores medos dos vapers é deixar uma embalagem de vidro cair no chão e perder juice para o assoalho. Mas devo criticar que não existe um lacre externo, coisa que já encontrei em outras marcas e no caso do lacre simples escolhido pela Constellation Steam eu não consegui ter a clareza de que a embalagem estava com o lacre intacto ao abri-lo.

O plástico da embalagem é simples, com impressão do rótulo em uma qualidade média, cumpre o seu papel, mas não é nada especial. Imagino ser reflexo do objetivo da marca em baratear custos de produção para oferecer preços menores ao consumidor final, então que seja economizado na embalagem e não na qualidade do líquido.

Os detalhes do frasco de 30ml podem ser lidos sem muitas dificuldades. O adesivo do rótulo possui um corte especial e na parte frontal temos a logo da marca e o nome do juice, bem como a arte gráfica, mas que não apresenta muita definição. Nas laterais, praticamente na parte traseira da embalagem, temos de um lado a identificação da linha (bronze, silver e gold) e informações gerais sobre o produto como a quantidade em ml, a composição do blend em VG e PG e o teor de nicotina.

Do lado oposto do rótulo temos uma lista de ingredientes e o aviso de “mantenha longe do alcance de crianças” e “não ingerir”. Praticamente tudo o que espera-se de uma embalagem de juice, talvez faltando apenas a informações de “destinado ao público maior de 18 anos” ou algo assim.

Já nas embalagens de 10 ml as informações tornam-se completamente ilegíveis, o que é um problema. Entendo que alguns sacrifícios sejam necessários para baratear custos, mas é imprescindível que seja possível ler as informações de um rótulo, mesmo que sejam embalagens menores. Posso ser leniente apenas em casos de samples que o fabricante resolva mandar de brinde para os clientes, mas não em casos de embalagens da linha e neste caso sequer consigo ler, mesmo usando o modo macro da câmera, informações básicas como teor de nicotina.

Outro ponto que não acompanha os concorrentes é a cânula, que tanto na embalagem de 30ml quando nas de 10ml não é de ponta fina, coisa que já virou padrão no mercado. Essa escolha pode se revelar uma grande dor de cabeça na hora de refilar alguns atomizadores.

Outra questão a considerar, porém de menor importância, é que a cânula das embalagens de 10ml acaba sendo grande demais para o frasco e acaba ocupando uma parte do bulbo, tornando difícil apertar para puxar o líquido e posteriormente apertar novamente para colocá-lo no atomizador.

Todas essas questões são pontuais das embalagens e não do líquido em si, escrevo isso já tendo analisado um dos sabores da marca e posso dizer que o produto é ótimo, mas como disse e repito, para manter um valor abaixo do praticado por seus concorrentes é preciso sacrificar algo, não há mágica. Prefiro que seja a embalagem à sofrer do que a qualidade de seu conteúdo.

Juices que já provamos


Hoje vou falar do Sargas, análise inédita aqui no Vapor Gourmet da marca Constellation Steam que gentilmente enviou amostras para que eu pudesse provar e dizer o que penso. Continuo sempre agradecendo aos juicemakers pelo carinho e reconhecimento deste trabalho que venho desempenhando com o objetivo de ajudar a divulgar as marcas de juices nacionais e também auxiliar a quem nunca experimentou estes sabores a saber um pouco do que vai encontrar, facilitando na escolha. Se quiser saber mais sobre a Constellation Juices, veja análise que fiz da marca, embalagem e site através deste artigo. Sabor e Vapor Para esta ...
Leia Mais

Artigos relacionados